SOBRE FRUTAS E TERROIR

[texto original]

O Brasil é conhecido como a “terra das frutas” graças a tamanha variedade encontrada. Não há estrangeiro que, vindo de lugares frios, não se admire com a nossa abundância de formatos, perfumes e cores. Isso é natural, como país predominantemente tropical que somos, embora inusitadamente a biodiversidade nativa brasileira não tenha quase nada a ver com o encontrado nos supermercados e feiras livres.

O “Planeta Sustentável” da Editora Abril publicou esse ano um mapa das 20 frutas mais consumidas no Brasil. São aquelas presentes em nossa alimentação cotidiana, e sua análise mostra um fato assombroso e pouco conhecido da maioria – quase todas, para ser exato 85% da lista, não são nativas dos biomas brasileiros – ou seja, não estavam aqui antes da colonização européia. Abaixo, as frutas do mapa e sua origem.

1. abacate –  América Central.

2. abacaxi – Brasil – nativa do cerrado.

3. banana – Sudeste Asiático.

4. caqui – Ásia.

5. coco-da-baía – origem polêmica.

6. figo – Ásia.

7. goiaba – Brasil.

8. laranja – Ásia.

9. limão – Sudeste Asiático.

10. mamão – América Tropical.

11. manga – Ásia.

12. maracujá –Brasil.

13. marmelo – Europa e Ásia.

14. maça – Ásia.

15. melancia – África.

16. melão – Europa, Ásia e África.

17. pera –  Europa.

18. pêssego – Ásia.

19. tangerina – Ásia.

20. uva – Ásia, América do Norte e Europa.

Constatado isso, pode-se pensar que não temos frutas nativas, e isso não é verdade – as temos aos milhares – a questão é cultural e de seleção de plantas. As frutas que consumimos hoje são resultado de eras de trabalho dos agricultores em selecioná-las e melhorar suas caractérísticas como sabor, tamanho e durabilidade. As nossas foram sempre relegadas à condição de curiosidade e “mato” e, com raras exceções, poucas receberam melhoramentos como a goiaba (feita por agricultores japoneses radicados no Brasil).

Redescobrir e tornar comerciáveis nossas fruteiras é empreendimento demorado, mas valorizá-las é recuperar uma dívida histórica com nossa biodiversidade e rica herança natural, além de permitir novos sabores e valorização do meio ambiente brasileiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s